Repertório de Artigos

DNA de Marca: uma jornada para o propósito

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

“Se você quer construir um navio, não chame as pessoas para juntar madeira ou atribuir-lhes tarefas e trabalho, mas sim ensine-as a desejar a infinita imensidão do oceano”

Antonie de Saint-Exupery

Um dos achados mais importantes no Espiral do DNA de Marca, que temos visto em nosso Blog, é o propósito da organização. O propósito sintetiza todos os elementos num só significado. Além disso, é algo que inspira os públicos de interesse de uma empresa, que os mobiliza. Algo que o foco unicamente no lucro não consegue produzir.  

Uma maneira de entender este propósito, como postula o especialista em branding Jaime Troiano, é responder a seguinte questão: se a sua empresa desaparecesse hoje, ela faria falta? Por que?

O propósito revela a razão para a empresa existir. Qual legado espera-se construir com o negócio? Qual o impacto que se deseja causar nas pessoas? Qual a vontade primeira, ao realizar alguma coisa?  

Por fim, o propósito é uma declaração da contribuição que a empresa pretende fazer para o mundo, seu país, sua região, sua comunidade. Portanto, nasce da alma da organização, do sonho original que inspira sua existência.

Alguns exemplos – inspiradores – de propósito

Havaianas: “Levar a alegria de viver do brasileiro”

Marisol Malhas: “Criar um futuro melhor”

Luz & Oliveira Contabilidade: “Revelar Riquezas”

Kelloggs: “Nutrindo famílias para que elas floresçam e prosperem”

Paviloche Sorvetes: “Levar momentos felizes para as pessoas”

Banco Itaú : “Estimular o poder de transformação das pessoas”

Graco:  “Ajudar os pais a criar melhor seus filhos”

Disney: “Fazer as pessoas felizes”

Apple: “Mudar o mundo e a forma como as pessoas se comunicam”

Woop Comunicação: “Inspirar pessoas e marcas a ir mais longe”

Todos são exemplos de empresas de sucesso de diferentes portes e abrangências, que vêm desenvolvendo ao longo da sua trajetória uma conexão, criando um vínculo honesto, autêntico e emocional com seus públicos. Como resultado, isso agrega um valor e uma longevidade imensurável.  

Motivo para se orgulhar de fazer parte

Segundo Rebecca Handerson, renomada professora da Universidade de Harward, “o propósito é um motivo para se orgulhar, para acreditar que o seu trabalho tem impacto em algum lugar”. Ou seja: propósito torna as tarefas do dia a dia estratégicas para quem as faz.

Empresas com propósito e excelência operacional são capazes de assegurar a entrega prometida pela marca. E com isso desenvolver pessoas altamente engajadas.

No Fórum Mundial da América Latina em São Paulo em 2018, incluiu-se um painel sobre “Liderando Negócios com o Propósito”. Durante o encontro postulou-se que as empresas com propósito são mais eficazes em atrair e reter os melhores talentos.

Propósito e DNA de Marca: mais rentabilidade

Esta jornada de achados e de significados para o propósito, por meio dos processos de reflexão, como o modelo de DNA da Marca, alinha-se aquilo que serviu de inspiração para iniciar o negócio da empresa. Bem como conecta-se a sua vocação e sua essência. Consequentemente, a marca se torna mais querida, mais amada e consequentemente mais rentável sob todos os pontos de vista.

Raj Sisodia, no seu livro Firms Endearment, em pesquisa realizada com dezenas de empresas/marcas, constatou que, aquelas com propósito faturam quatro vezes mais do que empresas sem propósito. Acima de tudo, para este autor, o propósito é um significado maior que organiza todos os outros relacionados a uma marca corporativa, pois lhe traz consciência do seu papel no mundo. Como exemplo, veja vídeo abaixo, de Raj Sisodia no TEDx, falando do tema.

Portanto, reforçamos que uma empresa sem propósito está sempre à deriva, em relação às pessoas e recursos. Por outro lado, uma empresa com propósito mobiliza, e consegue engajar pessoas e recursos.

Não se pode deixar a gestão de uma marca ao sabor do vento. Ao contrário. É necessário um DNA que sirva como bússola para profissionais observadores e competentes.

Um pensamento me inspira a evoluir neste modelo de DNA de Marca: “ajudar os gestores a serem líderes mais humanizados que reinventem o capitalismo, ao conciliar lucro com justiça social, competição e espiritualidade, eficiência e bem-estar”.

Por fim, tenho convicção que quando uma empresa cria, entende, se compromete e compartilha seu DNA, ela se fortalece de forma sustentável para preservar o seu lugar no mundo. E para, então, navegar num mar de prosperidade.

Mais sobre o assunto

Introduzimos o modelo de DNA em um vídeo especial sobre o assunto. Da mesma forma elaboramos outros sobre a personalidade da marca e o universo semântico da marca.

Cadastre-se no Blog e siga-nos no facebook, no twitter, no instagram e no youtube. Também participe com comentários e perguntas, inclusive mencionando que temas você gostaria de ver aqui no Blog e no canal do youtube. Certamente a sua participação vai ajudar a direcionar os próximos conteúdos.

Escrevi um livro sobre Marketing no Varejo pela Editora IBPEX - 2008 e mais 4 livros de poesias que foram lançados no Brasil e em Portugal. O primeiro livro "Hiato" - 1982 foi utilzado para análise literária na Escola Internacional de Curitiba. Organizei a 4a. Noite da Poesia Paranaense - 1986. "A poesia sobe ao palco" que foi apresentado no Teatro Guaíra em Curitiba. Possuo algumas menções honrosas em concursos de poesia. Ganhei vários prêmios da publicidade no Brasil e em Portugal, como atendimento e diretora de planejamento estratégico das marcas. Adoro viajar e artes em geral. Uma aquariana curiosa e entusiasmada pela vida.

Comente